Tema: Desenvolvimento Infantil

1490_diversidade_das_brincadeiras

Foto: Acervo da Pastoral da Criança

Brincar faz parte da infância e, embora pareça só diversão, é o momento em que a criança está se desenvolvendo. Sabemos que ela sempre procura um jeito de brincar e, mesmo dentro de casa, com a imaginação dela tudo poder ser divertido. Para falar sobre o assunto, convidamos Ir. Veroni Medeiros, Educadora e Assistente Técnica da Pastoral da Criança.

Por que toda criança precisa brincar?

A criança brinca por necessidade, é brincando que ela aprende e se desenvolve. A brincadeira é uma oportunidade para engatinhar, caminhar, correr, pular, gritar e se divertir. É por meio dessas brincadeiras que a criança desde bem pequena começa a exercitar o que chamamos de autonomia. 

Viva a VidaPrograma de rádio Viva a Vida
1490 - Diversidade das brincadeiras - 13/04/2020


Esta entrevista é parte do Programa de Rádio Viva a Vida da Pastoral da Criança.
Ouça o programa de 15 minutos na íntegra

     

O que a família deve respeitar nas brincadeiras das crianças? 

A família deve respeitar a escolha do tipo de brincadeira que a criança quer realizar, cada criança tem um ritmo próprio e faz uma escolha pessoal. Também é necessário respeitar as diferentes idades, ter o cuidado de deixar a criança escolher com o que quer brincar, de que ela quer brincar e também com os diferentes tipos de atividades.

Como o resgate das brincadeiras tradicionais pode ajudar no desenvolvimento das crianças?

O resgate das brincadeiras permite a comparação pelas crianças de brinquedos antigos e novos, ampliando o conhecimento e a diversão ensinando a respeitar regras e limites.  As brincadeiras tradicionais desenvolvem a linguagem a criatividade e a imaginação. 

veroni medeiros

Irmã Veroni Medeiros     

Quais são os benefícios para a criança construir junto com a família seus próprios brinquedos?

Construir os brinquedos com as crianças traz muitos benefícios! A presença dos pais incentiva e favorece brincadeiras ricas em sorrisos, alegria, valorização dos objetos, pensamento positivo e sobretudo muito amor.

Leia a entrevista na íntegra: 1490 - Diversidade das brincadeiras (.PDF)

 

 

 

Dra. Zilda

"A criança tem direito de brincar, que é fundamental para se desenvolver bem; tem direito de ser bem tratada onde estiver, com o maior respeito pela família e na comunidade. A criança que é respeitada aprende a respeitar e se torna cidadã, isto é, aquela pessoa que cumpre com suas obrigações e procura que seus direitos sejam cumpridos”.

Papa Francisco

“As mães transmitem, muitas vezes, também o sentido mais profundo da prática religiosa: nas primeiras orações, nos primeiros gestos de devoção que uma criança aprende, é inscrito no valor da fé na vida de um ser humano.”