Índice de Artigos

Brincadeiras e jogos riscados no chão

crianca pulando amarelinha

Para riscar esses jogos no chão podem ser usados: giz, carvão ou caco de telha, pedaço de pau dependendo do tipo de chão onde for realizado: madeira,cimento, asfalto, terra, areia.

Amarelinha

Como brincar: fazer o desenho no chão. Cada criança escolhe sua pedrinha. A brincadeira começa com uma criança jogando a pedrinha na primeira casa e em seguida pulando ora num pé só, ora nos dois pés (nas casas que ficam lado a lado) em ordem crescente dos números das casas até atingir o céu. Não pode pisar na casa onde está a pedrinha, que deverá ser apanhada na volta. Quando erra ou queima (toca na linha), a criança pára e espera as outras pularem e depois recomeça de onde errou.

O desenho e as regras do jogo podem variar muito e cada grupo que joga escolhe como vai ser sua amarelinha.

Modelo de amarelinha 1   Modelo de amarelinha 2   Modelo de amarelinha 3   Modelo de amarelinha 4

 

Caracol

Como brincar: no jogo do caracol, cada criança vai pulando num pé só em cada casa numerada até atingir o céu. As que estão esperando a vez de pular observam se a que está pulando comete erros: pisar na linha, apoiar os dois pés no chão fora do céu, saltar alguma casa.Dependendo da idade das crianças o caracol pode ter mais ou menos casas e as regras podem ser mais flexíveis.

Modelo de amarelinha 5 caracol

 

Corrida dos carrinhos de mão

Como brincar: a brinquedista traça uma linha de chegada a uns 4 metros da de partida. As crianças ficam aos pares, uma fica em pé e segura os pés de outra que está abaixada e fica apoiada só nas mãos. A um sinal as duplas de crianças começam a corrida até a linha de chegada. Quem chegar primeiro é a dupla vencedora. Depois trocam as posições e fazem nova corrida.

Corrida do Saci

Como brincar: riscar no chão duas linhas: uma de partida e outra de chegada. Calcular a distância entre elas de acordo com a idade das crianças. As crianças vão ficar atrás da linha de partida. A um sinal do brinquedista vão sair pulando num pé só. Quem chegar primeiro na linha de chegada, equilibrando-se num pé só, ganha.

Corrida do sapo pula-pula

Como brincar: riscar no chão duas linhas: uma de partida e outra de chegada. Calcular a distância entre elas de acordo com a idade das crianças. As crianças vão ficar atrás da linha de partida. A um sinal do brinquedista sairão pulando com os dois pés, imitando um sapo.

Dono ou dona da calçada.

Como brincar: traçar uma linha separando a calçada da rua. Uma criança é escolhida para ser a dona da calçada e fica no lado da calçada. As outras crianças que estão na rua começam a querer entrar na calçada provocando a dona, que defende seu espaço tentando pegar as invasoras. Quem ela conseguir pegar, vai ajudá-la a defender a calçada.

Já para casa

Como brincar: riscar, no chão, vários círculos próximos, dois ou três a menos do que o número de crianças que vão participar da brincadeira. As crianças ficam andando pelo espaço onde a brincadeira está acontecendo. O brinquedista então diz:- “Já para casa”. Todas as crianças têm que procurar entrar dentro de um círculo, as que sobrarem podem pagar uma prenda. Na próxima vez as crianças escolhem quem vai comandar a brincadeira.

Jogo da toca

Como brincar: desenhar tocas no chão, que dêem para duas crianças ficarem dentro, em número menor que o número de crianças que vão brincar, para umas duas ficarem fora da toca. Cantar ou colocar para tocar uma música. As crianças vão ficar dançando em volta das tocas. Quando a música parar, tentam entrar,no máximo duas, em cada toca. As que não conseguem ficam fora e tentam entrar na próxima vez.

Mamãe, posso ir?

Como brincar: riscar uma linha no chão. Uma criança vai ser escolhida para ser a mãe e vai ficar a uma certa distância da linha. As outras ficarão atrás da linha. As crianças perguntam para a mãe: “Mamãe posso ir”? A mãe responde: “Sim”. As crianças perguntam: “Quantos passos”? A mãe responde: “Dois para frente, como sapinho” (as crianças andam imitando o sapo). As crianças andam para tentar alcançar a mãe. A cada andada repetem as perguntas. Na pergunta sobre os passos, a mãe muda o tipo de passo. Por exemplo: cinco passos de formiguinha para trás (passos pequenos) ; dois passos de elefante para frente (passos grandes); um passo de canguru( saltando com os dois pés juntos). Os que chegarem primeiro na mãe, ganham.

Raposa e pintinhos

Como brincar: riscar um círculo para ser o ninho e, distante dele uns sete metros, fazer uma linha. Num outro lugar fazer a toca. Atrás da linha ficarão os pintinhos, no ninho a galinha e, entre os dois, a raposa. Uma criança será a galinha, outra a raposa e as restantes serão os pintinhos. A galinha chamará os pintinhos: “Meus pintinhos venham cá”. Os pintinhos responderão: “Não vou não, tenho medo da raposa”. A galinha insistirá três vezes. Na terceira vez, os pintinhos sairão correndo, para tentar chegar até o ninho. A raposa correrá atrás deles e pegará quantos puder e colocando na toca. A brincadeira continuará até a raposa pegar todos ou até quando as crianças quiserem trocar de papéis.

Siga o caminho

Como brincar: riscar no chão vários tipos de caminho: em linha reta, curva, dando voltas . Convidar as crianças a andarem sobre o risco traçado de várias maneiras: devagar, depressa; com as mãos na cabeça, na cintura; na ponta dos pés, colocando um pé atrás do outro e de muitas outras maneiras que podem ser inventadas em cada local.

Terra e mar

Como brincar: traçar uma linha dividindo o mar da terra. Colocar no lado do mar ondas ou escrever os nomes mar e terra para as crianças entenderem bem qual é o lado do mar e qual o da terra no jogo. Quando o brinquedista disser terra, todas as crianças deverão saltar para o espaço da terra. Quando disser mar, todas as crianças saltam para o lado do mar. Quem errar pode ficar uma vez sem brincar ou pagar uma prenda, as crianças é que decidem antes como vai ser.

Tiro ao alvo

Como brincar: desenhar no chão três círculos (ou dois), um dentro do outro, reservando bastante espaço dentro de cada um deles. Combinar com o grupo o valor dos pontos de quem acertar nos círculos: o círculo do centro que é menor e fica mais longe deve valer mais. Pode ser jogado em equipe ou individual. As crianças tentam acertar o alvo jogando pedrinhas ou cascas de banana. A criança ou equipe que fizer mais pontos ganha a brincadeira.

Travessia da floresta

Como brincar: riscar no chão um círculo ou um quadrado bem grande para ser a floresta. Dentro dela vão ficar três crianças que são os pegadores. As outras ficam de fora. Dado um sinal, as crianças que estão de fora tentam cruzar a floresta. As três que estão dentro da floresta tentam pegá-las. Quem for pego passará a ajudar os pegadores. A brincadeira pode terminar quando todas as crianças forem pegas ou quando se cansarem de brincar.